A revista precisa do seu apoio!
Desde seu nascimento em 2002, a revista tem crescido em importância e conteúdo (59 exemplares trimestrais, + de 9 milhões os acessos, avaliação QUALIS-B1 na área de Ensino), requisitando mais dedicação dos membros da equipe, que a mantém de forma independente (sem apoio financeiro externo). Para continuarmos a desenvolver este trabalho, viemos pedir o apoio da comunidade através de doações.
Às pessoas que contribuírem enviaremos um brinde-surpresa! - Editores da revistaea.org
ISSN 1678-0701
Número 59, Ano XV.
Março-Maio/2017.
Números anteriores 
Início      Cadastre-se!      Procurar      Submeter artigo      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas     Entrevistas     Culinária     Arte e ambiente     Divulgação de Eventos     O que fazer para melhorar o meio ambiente     Sugestões bibliográficas     Educação     Plantas medicinais     Práticas de Educação Ambiental     Educação e temas emergentes     Ações e projetos inspiradores     Relatos de Experiências     Notícias
Notícias

10/03/2017
SEDE DA GOOGLE EM LONDRES TEM LOTES PARA FUNCIONÁRIOS CULTIVAREM ORGÂNICOS  
Link permanente: http://www.revistaea.org/artigo.php?idartigo=2612 
" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">

SEDE DA GOOGLE EM LONDRES TEM LOTES PARA FUNCIONÁRIOS CULTIVAREM ORGÂNICOS

Cada um é dono de um pedaço – e o local é bastante disputado. Tem até fila de espera para ter um loteamento para chamar de seu.

 

Por Débora Spitzcovsky

Fonte: The Greenest Post

 

Já pensou poder aposentar a marmita e cultivar seu almoço no próprio trabalho? No escritório da Google em Londres esse sonho já é realidade.

A empresa mantém, em um dos telhados, um jardim e vários pequenos loteamentos, onde os funcionários podem cultivar hortaliças, legumes e ervas aromáticas.

Cada um é dono de um pedaço – e o local é bastante disputado. Tem até fila de espera para ter um loteamento para chamar de seu.

Quem cultiva pode colher os alimentos e consumir no próprio escritório ou, então, levar para casa. Já quem não cuida direito do espaço perde seu pedacinho de terra e passa a vez para o próxima da fila.

O local conta ainda com mobiliário reciclado e detalhes de madeira certificada nos acabamentos. Mais sustentável impossível!



" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">
 
Início      Cadastre-se!      Procurar      Submeter artigo      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas     Entrevistas     Culinária     Arte e ambiente     Divulgação de Eventos     O que fazer para melhorar o meio ambiente     Sugestões bibliográficas     Educação     Plantas medicinais     Práticas de Educação Ambiental     Educação e temas emergentes     Ações e projetos inspiradores     Relatos de Experiências     Notícias