ISSN 1678-0701
Número 66, Ano XVII.
Dezembro/2018-Fevereiro/2019.
Números  
Início      Cadastre-se!      Procurar      Submeter artigo      Fazer doação      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas e recursos pedagógicos     Entrevistas     Culinária     Arte e ambiente     O que fazer para melhorar o meio ambiente     Sugestões bibliográficas     Educação     Plantas medicinais     Práticas de Educação Ambiental     Educação e temas emergentes     Ações e projetos inspiradores     Gestão Ambiental     Cidadania Ambiental     Relatos de Experiências     Notícias
Artigos

04/12/2018MARKETING VERDE: AVALIAÇÃO DA PERCEPÇÃO DOS CLIENTES DE UMA FRANQUIA DE O BOTICÁRIO, LOCALIZADA EM SÃO LUÍS – MA, QUANTO AO PROJETO BIOCONSCIÊNCIA  
Link permanente: http://www.revistaea.org/artigo.php?idartigo=3507 
" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">

MARKETING VERDE: UM ESTUDO DE CASO EM UMA FRANQUIA O BOTICÁRIO LOCALIZADA EM SÃO LUÍS – MA

Karla Bianca Novaes Ribeiro (karla.novaes06@gmail.com)1

Karine Silva Araújo (Karine_araujo95@hotmail.com)1

Kely Silva dos Santos (kelyss001@gmail.com)1

Keven Suane Pinto Ribeiro (kevensuane@hotmail.com)1

Mayanna de Kássia Silva Rodrigues (m.k.s.r@hotmail.com)1

Elon Vieira Lima (prof.elon.lima@gmail.com)2

1-Graduandas do curso de Engenharia Ambiental, Faculdade Pitágoras de São Luís.

2-Docente do curso de Engenharia Ambiental, Faculdade Pitágoras de São Luís.

Resumo: O marketing verde é uma estratégia de as empresas criarem e promoverem soluções para de produtos e serviços sustentáveis ao mercado. Contudo, a prática envolve mais do que simplesmente apresentar um produto ambientalmente correto. Por se tratar de uma relação com o mercado, ocorre a divulgação dos processos e práticas da empresa relacionados à fabricação dos produtos, de modo a tornar público que estes são produtos com baixo impacto ambiental. Um dos exemplos de empresas que utilizam essa estratégia é a O Boticário, sendo o “Bioconsciência” um dos seus principais projetos ambientais, o qual é voltado para logística reversa das embalagens pós-consumo dos produtos da empresa. Para que os projetos ambientais tenham a participação ativa da comunidade a que se direcionam, é necessário que o marketing verde sobre eles seja aplicado de modo eficiente, utilizando-se ferramentas como a divulgação. Neste contexto, o objetivo do presente estudo foi avaliar a eficiência do marketing verde de uma franquia O Boticário, localizada na Rua Grande, em São Luís – MA, aplicado ao projeto ambiental “Bioconsciência”, verificando se a realização do projeto nesta franquia tem contribuído para a educação ambiental, ao orientar os clientes da franquia sobre a destinação ambientalmente correta das embalagens pós-consumo dos produtos da marca. A pesquisa realizada foi de caráter descritivo, sendo um levantamento de dados a partir dos clientes da loja. Com base no método, a pesquisa é caracterizada também como indutiva, e, com base na abordagem, é caracterizada como quantitativa. Para a elaboração do estudo foi realizado um questionário para obtenção de dados, e os resultados obtidos evidenciaram que não há divulgação eficiente do projeto Bioconsciência por parte da franquia O Boticário da Rua Grande, em São Luís – MA; desta forma, o projeto por parte da franquia em estudo não tem contribuído para a educação ambiental.

Palavras-chave: Marketing Verde. O Boticário. Bioconsciência.

Abstract: Green marketing is a strategy companies use to produce and promote their products and services to the market. However, the practice involves more than simply presenting an environmentally sound product. Once it is a relationship with the consumers, there is a dissemination of processes and practices of the company related to the manufacture of the products, in order to show to the public these are products with low environmental impact. One of the examples of companies that use this strategy is O Boticário, and "Bioconsciência" is one of its main environmental projects, which is aimed at reverse logistics of the post consumer product packaging of the company. For environmental projects to have the active participation of the community to which they are directed, it is necessary that the green marketing on these be applied in an efficient way, using tools such as the dissemination. In this context, the objective of the present study was to evaluate the green marketing efficiency of an O Boticário franchise, located at Rua Grande, in São Luís - MA, applied to the environmental project "Bioconsciência", verifying that the project realization in this franchise has contributed for environmental education, by guiding franchise customers about the environmentally correct destination of post-consumer packaging of branded products. The research carried out was of a descriptive character, being a survey of data from the customers of the store. Based on the method, the research is also characterized as inductive, and, based on the approach, is characterized as quantitative. For the elaboration of the study, a questionnaire was carried out to obtain data, and the results obtained showed that there is no efficient dissemination of the Bioconscience project by the O Boticário da Rua Grande franchise in São Luís - MA; in this way, the project by the franchise under study has not contributed to environmental education.

Keywords: Green Marketing. The boticario. Bioconsciousness.

INTRODUÇÃO

O marketing verde é uma ferramenta de empresas que encontraram soluções para produzir utilizando os recursos naturais de forma sustentável. Contudo, a prática envolve mais do que simplesmente apresentar um produto ambientalmente correto. Por se tratar de marketing, ocorre a divulgação dos processos e práticas da empresa relacionados à fabricação dos produtos, de modo a tornar público que estes são produtos com baixo impacto ambiental (MARQUES, 2017).

Essa divulgação, geralmente realizada por meio de propaganda, faz parte das atividades de marketing que apelam para a sensibilização ambiental, sendo, portanto, de extrema importância para o sucesso dos produtos no mercado, pois as melhorias ambientais e a preocupação com o meio ambiente agregam valor à imagem da empresa perante o mercado consumidor, representando assim uma oportunidade econômica e competitiva para as empresas (GUIMARÃES, 2012).

Quando uma empresa possui um projeto ambiental, este faz parte das suas estratégias de marketing verde. Assim, esta necessita investir, entre outras coisas, na disponibilização de informações sobre o projeto aos consumidores. Essas informações devem conter detalhes sobre as vantagens ambientais adquiridas com a participação dos clientes no projeto; além de informações sobre a legislação a cerca das questões ambientais. Isto por meio de campanhas informativas direcionadas ao consumidor, para que esse possa participar ativamente do projeto (BEZERRA, 2009, apud ROCHA et al., 2011, p. 172).

Um dos exemplos de empresas que utilizam essa ferramenta é a O Boticário, que faz parte do grupo Boticário, o qual possui cerca de 4 mil pontos de venda, em 1.750 cidades. Isso torna a empresa uma das maiores redes de franquias de beleza no mundo. Além disso, possui uma gama de lojas distribuídas em todo Brasil, sendo uma das maiores representantes do setor industrial de cosméticos, perfumaria e higiene pessoal no país. Um dos principais projetos da O Boticário é o “Bioconsciência”, que é voltado para logística reversa das embalagens pós-consumo dos seus produtos. Neste projeto o consumidor exerce papel de ator ambiental, pois o mesmo pode realizar a devolução das embalagens nas diversas lojas da rede após o consumo dos produtos (CASTILLO & GÓMEZ, 2014).

Para que os projetos ambientais tenham a participação ativa da comunidade a que se direciona, é necessário que o marketing verde sobre estes sejam aplicados de modo eficiente, utilizando-se ferramentas como a divulgação. Sendo assim, são realizados estudos voltados para avaliar a eficiência do marketing verde destas empresas sobre seus projetos. Este tipo de estudo foi realizado por Rocha et al. (2011) em uma loja da franquia O Boticário localizada em Serra Talhada (PE), onde os resultados obtidos evidenciaram a fragilidade da loja em divulgar o projeto Bioconsciência.

Sendo assim, seguindo o contexto abordado e tendo em vista a magnitude do mercado consumidor de perfumaria, cosméticos e higiene pessoal no Brasil e a abrangência da empresa O Boticário no país, o objetivo do presente estudo foi avaliar a eficiência do marketing verde de uma franquia O Boticário, localizada na Rua Grande, em São Luís – MA, aplicado ao projeto ambiental “Bioconsciência”, verificando se a realização do projeto nesta franquia tem contribuído para a educação ambiental, ao orientar os clientes da franquia sobre a destinação ambientalmente correta das embalagens pós-consumo dos produtos da marca.

METODOLOGIA

O estudo foi realizado em uma franquia da rede de cosmético, perfumaria e higiene pessoal O Boticário, localizada na Rua Oswaldo Cruz, conhecida popularmente como Rua Grande, situada no município de São Luís – MA, com o CEP 65092-100, conforme pode ser observado no Croqui de Localização Geográfica do empreendimento (Figura 1). A Rua Grande é um dos maiores e mais frequentados centros comerciais da cidade de São Luís, onde é possível encontrar tanto o comércio formal como o informal. Sendo assim, um ambiente favorável para o desenvolvimento da pesquisa.