ISSN 1678-0701
Número 62, Ano XVI.
Dezembro/2017-Fevereiro/2018.
Números  
Início      Cadastre-se!      Procurar      Submeter artigo      Fazer doação      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas e recursos pedagógicos     Entrevistas     Culinária     Arte e ambiente     Sugestões bibliográficas     Educação     Você sabia que...     Contribuições de Convidados/as     Práticas de Educação Ambiental     Sementes     Ações e projetos inspiradores     Gestão Ambiental     Cidadania Ambiental     Relatos de Experiências     Notícias
Notícias

27/01/2018ÁGUA E SAÚDE  
Link permanente: http://www.revistaea.org/artigo.php?idartigo=2954 
" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">

ÁGUA E SAÚDE

Vilnei Maria Ribeiro de Moraes

Geram grande repercussão na imprensa e na política todos os assuntos que se referem à saúde da população. No entanto, uma grande notícia que quase sempre passa despercebida é a das atitudes que visam à sua manutenção.

A saúde das pessoas e do meio ambiente passa pelas maneiras que a tratamos. A água é o maior bem da humanidade e está presente em grandes proporções em todos os seres vivos, ainda assim existe pouca gente especializada em água, nas suas possibilidades e na sua qualidade de dissolver diversos elementos, benéficos ou nocivos, aos seres vivos.

Água é vida, e daí a importância do saneamento e da conservação dos mananciais hídricos, pois precisamos tratar juntos do que é de todos. O êxodo rural consolidou as cidades, e hoje se faz muito importante uma participação conjunta dos municípios ao lidar com as questões do saneamento, pois não basta uma cidade ser perfeita no tratamento de esgotos se ela receber toda a poluição gerada em cidades e lavouras à montante dos seus rios.

É estreita a relação entre as concentrações urbanas e a qualidade dos mananciais de água - o esgoto de poucas residências pouco prejudicava a vida aquática e uma grande concentração de esgotos é capaz de destruí-la.

O objetivo do saneamento é diminuir a poluição agrícola e individual a níveis aceitáveis à sustentabilidade ambiental e econômica. Existirá um grande carinho pela vida quando todos os poluidores inverterem o raciocínio de que saúde não tem pressa, dinheiro é o que interessa.

Saneamento é sinônimo de mais saúde e mais qualidade de vida. No conjunto dos países, se percebe atraso econômico e desalento quando os habitantes possuem saúde precária, vitimados pela ignorância, poluição e extração mineral e vegetal sem nenhuma contrapartida social.

A tecnologia pode hoje reconstruir na Terra um novo e agradável ambiente de alegria, saúde e paz em comunidades livres e responsáveis.

Engenheiro civil, Santa Maria/RS - Jornal do Comércio

Fonte: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/11/opiniao/598508-agua-e-saude.html





" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">
 
Início      Cadastre-se!      Procurar      Submeter artigo      Fazer doação      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas e recursos pedagógicos     Entrevistas     Culinária     Arte e ambiente     Sugestões bibliográficas     Educação     Você sabia que...     Contribuições de Convidados/as     Práticas de Educação Ambiental     Sementes     Ações e projetos inspiradores     Gestão Ambiental     Cidadania Ambiental     Relatos de Experiências     Notícias