ISSN 1678-0701
Número 60, Ano XVI.
Junho/Agosto/2017.
Números anteriores 
Início      Cadastre-se!      Procurar      Submeter artigo      Fazer doação      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas     Entrevistas     Culinária     Arte e ambiente     Divulgação de Eventos     O que fazer para melhorar o meio ambiente     Sugestões bibliográficas     Educação     Plantas medicinais     Educação Ambiental e Comunicação     Práticas de Educação Ambiental     Sementes     Educação e temas emergentes     Ações e projetos inspiradores     Relatos de Experiências     Notícias
Reflexão

04/06/2017
PORQUE SOU CONTRA O PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 221, DE 2015  
Link permanente: http://www.revistaea.org/artigo.php?idartigo=2780 
" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">

PORQUE SOU CONTRA O PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 221, DE 2015

 

Por Cláudio Loes

 

Existe quem defenda e quem não, o meio ambiente. O que já é no mínimo estranho e contraria uma lógica muito simples. Se a natureza prove a vida de todos, e se nós fazemos parte do todo, então nós precisamos cuidar da natureza, porque cuidar dela é cuidar de nós mesmos. Isto é claro para todos?

Não, e todos os que poluem, causam danos, tem justificativas econômicas e sociais para seus atos. E como a maioria é totalmente alheia ao que acontece ficamos nesta situação de como muitas outras espécies acabar sendo extintos.

A razão deste início é a tentativa de novamente alterar a Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA), Lei Nº 9.795 de abril de 1999, fazendo com que a Educação Ambiental (EA) se torne uma disciplina obrigatória no ensino fundamental e médio. Todos nós concordamos que quanto mais educação melhor e para a maioria educação e disciplinas escolares são sinônimos quando na realidade não são.

A política atual estabelece que a EA é uma responsabilidade de todos e deve permear toda a sociedade. No passado lembro que tive uma disciplina denominada “ecologia”, ela era a responsável por resolver todos os problemas do mundo, enquanto que as outras disciplinas continuavam fazendo mais do mesmo. O resultado foi que não deu certo porque contraria o que foi apresentado no primeiro parágrafo deste texto.

Esta tentativa de novamente transformar em disciplina irá gerar o mesmo resultado. Então fica uma dúvida. Porque esta nova tentativa. Posso colocar o que penso sem ter pesquisado muito, somente rememorando algumas situações. A primeira é econômica com transferência de responsabilidade. Porque você agrada quem quer dar aulas de EA com todos os outros que já dão aulas em diversas disciplinas e não tem a EA em seus conteúdos e nem querem. Porque existem muitos que estão fazendo e encontrando bons resultados no conjunto escola, comunidade e sociedade.

A outra é acenar com um tema mais palatável e até tecnicamente viável. É só ver o que acontece com disciplinas como filosofia e artes. São relegadas para um segundo plano, quando são essenciais para uma sociedade que deseja evoluir.

E finalizando, penso que se fizéssemos uma pesquisa agora para saber quantos professores ao menos leram uma vez a PNEA e dialogaram sobre a mesma em suas disciplinas teríamos uma mensuração melhor do tamanho do problema. O fato é que na EA temos ainda muito discurso e pouca prática educacional de fato. Porque ao mesmo tempo em que dizemos que a educação é essencial e melhora tudo, nós ainda acreditamos que a disciplina, materialização de conteúdo específico vai resolver tudo.

Se você concorda, peço para ajudar e votar contra o Projeto de Lei (PLS nº 221/2015) acessando:

http://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/120737 .



" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">
 
Início      Cadastre-se!      Procurar      Submeter artigo      Fazer doação      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas     Entrevistas     Culinária     Arte e ambiente     Divulgação de Eventos     O que fazer para melhorar o meio ambiente     Sugestões bibliográficas     Educação     Plantas medicinais     Educação Ambiental e Comunicação     Práticas de Educação Ambiental     Sementes     Educação e temas emergentes     Ações e projetos inspiradores     Relatos de Experiências     Notícias