ISSN 1678-0701
Número 27, Ano VII.
Março-Maio/2009.
Números  
Início      Cadastre-se!      Procurar      Área de autores      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas e recursos pedagógicos     Entrevistas     Saber do Fazer     Arte e ambiente     Divulgação de Eventos     O que fazer para melhorar o meio ambiente     Educação     Você sabia que...     Contribuições de Convidados/as     Trabalhos Enviados     Breves Comunicações
 
Entrevistas

No. 27 - 10/03/2009
Gabrielle Brandão lidera o PROGRAMA NET KIDS SUPER ECOLÓGICO  
Link permanente: http://www.revistaea.org/artigo.php?idartigo=654 
" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">

Educação ambiental em ação

Entrevista para a 27ª Edição da Educação Ambiental em Ação (www.revistaea. org)
Por Bere Adams

Apresentação: A entrevistada desta edição é mais uma pessoa encantadora, que faz a diferença para buscar a tão necessária sociedade sustentável. E como ela faz isso? Com apenas 11 anos de idade, Gabrielle Brandão lidera o PROGRAMA NET KIDS SUPER ECOLÓGICO, que é apresentado ao vivo todos os sábados, às 13 horas, pela www.justtv.com. br. Mas, como será que começou esta trajetória?
 
Bere - Olá, Gabrielle, conte-nos um pouco como surgiu seu interesse pelas questões ambientais?

Gabrielle - Aos meus 5 anos de idade assisti a uma reportagem que falava sobre "Aquecimento Global", e de repente comecei a chorar, pois estava com medo do futuro. Foi onde percebi que o Planeta estava precisando de ajuda, mas ainda era muito pequena e achava que não poderia fazer nada além de coisas simples no dia-a-dia para ajudar o Planeta Terra. A partir daí comecei  a ter interesse pelo meio ambiente.

Bere - Quais foram as suas dificuldades iniciais no projeto e quem lhe apoia na produção?

Gabrielle - Na verdade não chamaria de dificuldades. A cada passo do projeto nos deparamos com novas missões, e graças a Deus, aos meu pais e a muito trabalho conseguimos sempre atingir nossos objetivos.

Bere - Como você se sente realizando o programa?

Gabrielle - Eu me sinto como o beija-flor no incêndio da floresta, sinto que estou fazendo a minha parte para livrar o Planeta de um terrível fim.

Bere - Qual o retorno que você recebe através do programa e do site?

Gabrielle - Recebo vários contatos pelo ORKUT e pelo E-MAIL do SITE. São críticas, sugestões, apoios, pedidos de ajuda, convites para reportagens e homenagens.

Bere - Você sente interesse de outras crianças pelo assunto meio ambiente?

Gabrielle - Apesar das crianças pararem para assistir ao meu programa, participarem das minhas ações em campo e do meu programa na rádio, elas não demonstram interesse em participar diretamente das questões ambientais.

Bere - Fale-nos de um momento marcante ocorrido no programa:

Gabrielle - Eu tive dois momentos muito marcantes no programa: Um foi quando entrevistei Maria Cláudia Kohler, coordenadora do GREENPEACE. E o outro foi quando entrevistei Paulo Celso Villas Bôas, pois várias pessoas não acreditavam que ele viria do Pará para ser entrevistado no meu programa, e muito menos que ele passaria um dia inteiro comigo. Foram dois momentos muito marcantes e importantes para a minha carreira.

Bere - E no dia-a-dia, como você percebe a sua própria relação com o meio ambiente?

Gabrielle - Ainda tenho muito o que aprender. Não é hábito da minha geração
ter a atenção  voltada para as questões ambientais. Também estou me conscientizando.

Bere - E na escola, há espaço para as questões ambientais?

Gabrielle - Olhe a sua volta. Preste muita atenção, por exemplo, na sua cozinha: há espaço para as questões ambientais? Claro que sim. Em todo lugar há espaço para as questões ambientais.

Bere - Mas a sua escola incentiva a  Educação Ambiental?

Gabrielle - Infelizmente não.
 
Bere - Tem alguém que você gostaria muito de entrevistar no seu programa, e por quê?

Gabrielle - O Sergio Reis para ouvi-lo cantar e falar sobre as belezas do Pantanal.

Bere - Soube, também que você tem um programa na Rádio Cidadania, de Avaré, todas as sextas-feiras, às 16h45. Fale-nos um pouquinho dessa experiência:

Gabrielle - Isso foi um feliz presente que recebi quando estive visitando a cidade. Fui convidada para dar uma entrevista na rádio e durante a entrevista fui surpreendida com o convite para fazer o programa ao vivo - via fone - direto de São Paulo, e ainda ganhei do diretor da rádio uma muda de Seringueira da Amazônia que plantei no mesmo resort onde eu estava hospedada.

Bere - Gabrielle, fale-nos de futuros projetos. O que sua "caixinha mágica de surpresas" está nos reservando? Conta pra gente?

Gabrielle - O especial deste ano é que meus pais escreveram uma peça que, ao menos a nós, emociona. É uma história que trata da questão ambiental e apesar de estar programada para entrar em cartaz, foi desenhada para aplicação pedagógica como projeto teatro escola. O meu papel é o principal. Vou representar a energia da natureza, do amor e da vida do Planeta pedindo socorro. Mais isso vocês verão no teatro. O nome da peça é "A Flora Pequenina". Outra notícia é que saio como destaque no último carro alegórico da escola de samba X-9 paulistana neste próximo carnaval, representando o resgate da Amazônia.

Bere - Escolha uma frase, um poema ou uma palavra que defina porque seu trabalho é importante para o Planeta Terra:

Gabrielle - O mundo estava em paz, até que o homem chegou, começou a desmatar e, o Planeta assim ficou. Estava tudo belo, no seu devido lugar, o homem bagunçou tudo, para dinheiro ganhar. Precisamos salvar o Planeta, antes que seja tarde demais, nós crianças futuro do mundo, só queremos ter uma vida de paz. (trecho da  música "Tchau Tchau" letra e melodia de minha própria autoria).
 
Bere - Querida Gabrielle, para mim foi uma honra tê-la como entrevistad@ desta edição. Suas ações provam que é possível mudar, acreditar, e o que é mais importante: agir para o mundo ficar melhor. Eu me sensibilizei com a Eco 92 e comecei a desenvolver um projeto de Educação Ambiental. Você se sensibilizou com uma reportagem sobre "Aquecimento Global", e a partir de então, ajudar a melhorar o meio ambiente tornou-se o seu ideal. Quem sabe quantas crianças se sensibilizarã o com essa entrevist@? Quantas dirão: "Eu li uma entrevista com a Gabrielle, uma menina de 11 anos, que se dedica para construir um mundo melhor (ou assisti ao programa, li no site, ou ainda, ouvi um programa na rádio com a Gabrielle Brandão) e percebi que também sou responsável e decidi me tornar uma pessoa que age em prol do meio ambiente!"? Tenho certeza de que sua entrevist@ encantará todos que aqui chegarem. Muito obrigada a você e a sua mãe Ale, pelo apoio. Sucesso, Bere Adams e Equipe da Educação Ambiental em Ação.
http://www.gabriell ebrandao. com.br/

Entrevista revisada e orientada pela jornalista responsável pela revista Educação Ambiental em Ação Alice Gehlen Adams



" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">
 
  Início      Cadastre-se!      Procurar      Área de autores      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas e recursos pedagógicos     Entrevistas     Saber do Fazer     Arte e ambiente     Divulgação de Eventos     O que fazer para melhorar o meio ambiente     Educação     Você sabia que...     Contribuições de Convidados/as     Trabalhos Enviados     Breves Comunicações