ISSN 1678-0701
Número 6, Ano II.
Setembro-Novembro/2003.
Números  
Início      Cadastre-se!      Procurar      Área de autores      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Dinâmicas e recursos pedagógicos     Entrevistas     Culinária     Arte e ambiente     Divulgação de Eventos     O que fazer para melhorar o meio ambiente     Educação     Você sabia que...     Plantas medicinais     Contribuições de Convidados/as     Trabalhos Enviados
 
Dinâmicas e recursos pedagógicos

No. 6 - 20/09/2003
Peça teatral: O Rio e o Reflorestamento  
Link permanente: http://www.revistaea.org/artigo.php?idartigo=167 
" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">

Nova pagina 1

Peça teatral:

O Rio e o Reflorestamento

Autora - Marina Strachman*

     Personagens:

Dna. Jequitibá Rosa: Mãe de muitas árvores, frondosa, forte e muito risonha

Sr. Palmito: Um senhor muito medroso, magro e alto, é o último de sua família que mora nas redondezas.

Sra. Pitanga: Recém mudada para a região, doida para ter novos amigos.

Dna Bananeira: Seu maior prazer é poder alimentar todos os seres da região com seus deliciosos cachos.

Sr. Sabiá: Um passarinho simpático, que cuida de todos.

Macaco Pimpolho: Morador da região que junto com seus irmãos brinca com todos.

Família Pimpolho: São cerca de 5 espécies de macaco “mico dourado”, não se sabe ao certo, porque às vezes um ou outro some...

Dna. Enxurrada: Uma senhora que não se sabe porque, mas está sempre mau-humorada e quando fala, é sempre aos berros, molhando todo mundo.

Sr. Tempestade: Marido da Dna Enxurrada, senhor muito calmo, de fala grossa, mas quando fica nervoso e manifesta esse nervosismo, causa o maior estrago.

Chuvinha: Filha do Sr.Tempestade e Dna. Enxurrada, tem uma voz linda, é calma e doce.

Sra. Minhoca: Se acha a dona das terras da região, só porque com sua família, conseguiu algumas bem feitorias, muito convencida.

Periquitico: Amigo de todos e muito trapalhão, vive colado em seus grandes amigos, Tucacano e Canaririco: São amigos inseparáveis, a prof. da escola, a Tia Sombra e Água Fresca, vive dando bronca neles.

Tia Sombra e Água Fresca: Professora de todos os pequenos, muito inteligente, amorosa e cuidadosa.

 

TEXTO

 Vivemos em um pequeno, mas muito pequeno pedaço de mata. Estamos rodeados pela cidade de um lado e por plantação de outro, mas temos muita sorte, pois moramos na beira de um riozinho. Por causa disto, ninguém mais mexe conosco. Eu, Tia Sombra e Água Fresca contarei para vocês como é a nossa vida aqui...

Tia Sombra e Água Fresca -Bom dia Chuvinha.

Chuvinha responde -Bom dia Professora.

Tia Sombra e Água Fresca -Bom dia Periquitico, Tucacano e Canaririco.

Os 3 respondem ao mesmo tempo -BOM DIA PROFESSORA!

Tia Sombra e Água Fresca -Bom dia Pimpolho, onde estão seus irmãos?

Pimpolho - Eu não achei ninguém em casa hoje, professora, puf, puf, puf

(barulho de quem está muito cansado de tanto correr), eu vim correndo de tanto medo, sabe, puf,puf,puf, ontem à noite tinha uns moços lá perto de casa, com umas gaiolas, será que eles levaram toda a minha família? Como eu vou viver sem a minha mamãe!!! BUÁÁÁÁ...

Tia Sombra e Água Fresca - Não Pimpolho, não deve ter acontecido nada, depois da aula eu vou até sua casa com você e vamos verificar o que está acontecendo, tudo bem?

Tia Sombra e Água Fresca -Hoje, nós vamos ter uma aula prática, sobre como cuidar da nossa casa. Vamos crianças, vamos passear...

E assim todas as crianças saem atrás da professora para passear, elas vão andando e chegam até a beira do nosso riacho...

Dna Jequitibá Rosa -Bom dia, crianças, já de volta?

Dna Bananeira - Olá, Sombra e Água Fresca, quanto tempo não nos vemos, você aceita uma banana? Fui eu que fiz!

Pimpolho -Uma banana, eu quero! Saí de casa tão apressado que não comi nada. RONCCCC! (faz o estomago do nosso amiguinho).

Dna Enxurrada, brava e aos gritos -Aí, mas que barulho é esse? Que algazarra! Essas crianças todas dando risada... CHUVINHA, o que é que você já está fazendo em casa? Você não foi para a escola? Onde já se viu, mas que pouca vergonha, aquela professora não quer dar aula! TEMPESTADE!!! Venha já aqui! Nós vamos imediatamente a escola reclamar desta professora...

Sr. Tempestade, com sua voz grossa e pausada –Calma, Enxurrada, a professora está aqui conversando com os nossos amigos Sabiá e Palmito, mas você, como sempre, já quer arrumar confusão. A professora, inclusive, estava ensinando como podemos fazer para que a nossa mata fique mais aconchegante, mais fresquinho, com mais amigos, o rio mais cheio, para que tenhamos mais vizinhos...

Enxurrada esbravejando, interrompendo o marido -Mais vizinhos?  Quem é que quer mais vizinhos, mais algazarra, mais barulho? Você vai ver só Tempestade, eu armo uma enxurrada daquelas e ponho todo mundo para fora! Faço cair água até abrir uma daquelas fendas na terra, como chama mesmo aquilo...

Tempestade, agora MUITO bravo -         Erosão, Voçoroca..., mas você está ficando louca mulher? Olha que você sabe que quando eu fico nervoso, eu arraso com tudo que está a minha frente! E você vai ser a primeira!!!

Chuvinha - Não Papai, não faça isto, por favor! Snif, snif, (já chovendo baixinho, digo, chorando baixinho).

Sra. Minhoca, para o casal que brigava -Vocês dois querem parar com isso? Vocês querem me envergonhar na frente da Professora das crianças? Vocês não percebem que estão assustando a todos. E ai de vocês se ousarem derramar um rio todo em cima da minha linda terra, cheia de húmus, que eu mesma fiz, toda fofa, agora que as raízes estão conseguindo penetrar na terra como “manda o figurino”. Vai se achando, vai. (e vira a cara toda convencida por seu trabalho).

Sr.Palmito (que já estava todo encolhido em seu canto, tremendo de medo) diz- Muito obrigada, dona Minhoca, a Sra. nos salvou hoje. A professora estava dizendo que ouviu falar de um projeto que estão fazendo para a nossa terrinha, e que vai trazer os meus bisnetos lá da Mata Atlântica para virem morar perto de mim. São os meus netos que continuam lá e que estão fazendo parte deste projeto de reflorestamento. Eu não vou mais ficar sozinho.

Dna Pitanga - Salvou mesmo, mas não é de hoje que a Sra. tem feito este trabalho bonito. Olhem só a minha volta! Quantos filhinhos eu vou ter... E como estão saudáveis!!! Ai, que maravilha! Eu estou conhecendo a professora, mas que imenso prazer. Assim que as minhas crianças tiverem crescido um pouco, eu mando todas para a escola.

Sombra e Água Fresca - Prazer foi meu.

Dna Jequitibá Rosa - É verdade, pena que eu não tive a mesma sorte. Os meus filhotes se foram, na última vez que este casal aí brigou... A Dna. Minhoca e sua família ainda não tinham se mudado para cá. A terra era dura e seca. Morava aqui só eu e a Dna. Bananeira, era tão triste... O sol castigava a gente.

Perequitico - Mas aí vieram aqueles homens e começaram a jogar semente e...

Canaririco - ...E foram plantando umas árvores pequenas...

Tucacano completando - ...E quando a gente viu o que eles estavam fazendo, a gente resolveu ajudar.

Os três juntos -  ... É, a gente pegou um monte de semente no bico e foi voando espalhar por aí! Não está ficando bonito?

Sombra e Água Fresca - Olha, tem até mais filhotes de árvores brotando do chão. Aqui está mais fresquinho e mesmo que a Dna. Enxurrada esbraveje, ela não vai conseguir derrubar toda a mata que nós já criamos aqui, não!

Sr. Sabiá -A água que a gente está tomando é muito mais saborosa e fresca!

(Nisso ouve-se uma barulheira de macacos: é a Família Pimpolho, voltando.)

Pimpolho -Mamãe, Papai, onde vocês estavam?

Mamãe Pimpolho - Ora Pimpolho, meu filho, eu não te disse ontem à noite que hoje cedinho eu iria levar seus irmãos para tomarem vacina?

Sr. Sabiá - É Dna. Pimpolho, eu tentei contar para ele, hoje de manhã, mas ele saiu tão assustado, tão afobado para escola! Parece que estava com medo de mim!

Sombra e Água Fresca, interrompendo - Então crianças,vamos rever tudo o que aprendemos aqui, hoje...Aprendemos que tudo isto: o reflorestamento, as árvores, a mata, deixa o clima mais fresco, a água mais limpa, melhora o solo...

 

 

*Marina Strachman - Arquiteta, especialista em educação ambiental e mestranda do programa de Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente da UNIARA. marinastrachman@hotmail.com



" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">
 
  Início      Cadastre-se!      Procurar      Área de autores      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Dinâmicas e recursos pedagógicos     Entrevistas     Culinária     Arte e ambiente     Divulgação de Eventos     O que fazer para melhorar o meio ambiente     Educação     Você sabia que...     Plantas medicinais     Contribuições de Convidados/as     Trabalhos Enviados