Estamos sendo lembrados de que somos tão vulneráveis que, se cortarem nosso ar por alguns minutos, a gente morre. - Ailton Krenak
ISSN 1678-0701 · Volume XXI, Número 86 · Março-Maio/2024
Início Cadastre-se! Procurar Área de autores Contato Apresentação(4) Normas de Publicação(1) Dicas e Curiosidades(7) Reflexão(3) Para Sensibilizar(1) Dinâmicas e Recursos Pedagógicos(6) Dúvidas(4) Entrevistas(4) Saber do Fazer(1) Culinária(1) Arte e Ambiente(1) Divulgação de Eventos(4) O que fazer para melhorar o meio ambiente(3) Sugestões bibliográficas(1) Educação(1) Você sabia que...(2) Reportagem(3) Educação e temas emergentes(1) Ações e projetos inspiradores(25) O Eco das Vozes(1) Do Linear ao Complexo(1) A Natureza Inspira(1) Notícias(21)   |  Números  
Notícias
14/03/2024 (Nº 86) EDUCAÇÃO AMBIENTAL REÚNE ENTIDADES GOVERNAMENTAIS NO IBAMA
Link permanente: http://www.revistaea.org/artigo.php?idartigo=4709 
  

EDUCAÇÃO AMBIENTAL REÚNE ENTIDADES GOVERNAMENTAIS NO IBAMA

Em conversa, estratégias para levar o tema além do debate restrito às instituições oficiais

Publicado em 21/02/2024 14h49

Brasília (20/02/2024) - A Comissão Intersetorial de Educação Ambiental (Cisea) realizou, nesta segunda-feira (19), sua 50ª reunião para debater estratégias para disseminar o tema na sociedade. Ao abrir o encontro, o presidente do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Rodrigo Agostinho, fez firme defesa do papel da autarquia como protagonista “na missão de levar às pessoas informações sobre a necessidade de preservar o meio ambiente, para torná-lo viável às futuras gerações.”.

Na mesma linha, o diretor de Educação Ambiental e Cidadania do Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA), Marcos Sorrentino, afirmou que, para conseguir que a educação ambiental saia do debate restrito nos organismos oficiais já envolvidos com o assunto, será necessário dialogar com cada grupo social no país. “É preciso ir aos municípios, ampliar pelos estados, atingindo diferentes setores, a partir de uma provocação dos órgãos federais, que têm a missão de sustentabilidade e de educação.”, argumentou.

Uma outra estratégia que o presidente do Ibama entende como viável é o ganho de escala. Ele deu como exemplo a possibilidade de cada um dos servidores da instituição se tornar um educador ambiental, levando conhecimento à sociedade. “Além disso, cursos de formação de educadores podem ser suporte para formar uma geração inteira de pessoas com outro olhar para a questão ambiental.”.

O Programa Município Educador Sustentável (MES), do MMA, também foi debatido na reunião. A iniciativa visa estimular municípios a se tornarem educadores sustentáveis, ou seja, viabilizadores da formação permanente do cidadão.

Sorrentino falou ainda sobre o Programa Nacional de Formação e Capacitação de Gestores Ambientais (PNC). Entretanto, para ele, não basta dialogar com gestores. “Estamos implementando processos, mas que estão avançando isoladamente.” É o caso da Agenda Ambiental na administração pública, que prevê o uso, nos municípios, dos pontos de cultura, unidades de conservação e todas as estruturas que têm potencial educador.

Participaram do evento, realizado na sede do Ibama, representantes do Instituto, do MMA, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, do Serviço Florestal Brasileiro e, como convidada, a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA).

Os especialistas definiram uma agenda de trabalho para o ano de 2024 em que está prevista para o mês de novembro a realização do Encontro Nacional de Educadores Ambientais do MMA e instituições vinculadas.

#ibama35anos

Assessoria de Comunicação do Ibama
imprensa@ibama.gov.br
61 3316-1015



Fonte: https://www.gov.br/ibama/pt-br/assuntos/noticias/2024/educacao-ambiental-reune-entidades-governamentais-no-ibama



Ilustrações: Silvana Santos